Ô da Poltrona: Breaking Bad-“Felina”- O Último Episódio

Evitei de fazer  reviews aqui sobre BrBa por não me sentir a altura de fazer uma análise da série e também por ver um monte de gente  melhor escrevendo sobre ela.

Bryan_Cranston_a_l

Mas agora que ela acabou, me sinto quase que na obrigação de fazê-lo, nem que seja apenas para expiar o luto pela perda da série que se tornou a minha preferida.

Obviamente, lotado de spoilers.

“Felina” (que é um anagrama para finale e também o nome da música que toca no carro logo no início do episódio) encerrou a série da maneira que deveria, finalizando a jornada ao inferno pessoal de Walter White/ Heisenberg fechando todas as principais pontas e dando uma lição à “séries preferidas dos outros carnavais” de como executar a manobra-Pelé de se  parar no auge da carreira.

O final foi propositadamente previsível, afinal a quinta temporada se iniciou com fast-fowards das horas finais da trama, que deixavam bem claro que Walt estava indo para sua última missão. Mas o genial é como a coisa toda foi construída e como quase todos episódios finais foram magistralmente dirigidos. Alguns planos de “Felina”, como quando após uma conversa telefônica onde Marie alerta e Skyler dobre a presença de Walt na cidade, a câmera recua revelando um fragilizado Walt na cozinha em frente dela, são dignos de Oscar de uma perfeição rara de se ver mesmo no cinema.

breaking-bad-finale-skyler-anna-gunn

(Não estou pagando de “crítico de cinema fodão não”! A genialidade de algumas tomadas podem ser reconhecida até por um tosco como eu)

E é nessa mesma cena há um dos grandes momentos, onde o protagonista verbaliza para sua esposa algo, que pelo menos para mim, já estava bem claro na série: que todos as atrocidades cometidas foram executadas por que ele sentia vivo fazendo aquilo, que havia descoberto algo que era bom muito bom, se livrando finalmente da máscara de que era tudo em nome da sua família. Por mais que já fosse óbvio, foi bom ver uma das poucas vitórias da Skyler na série ao ver o marido assumir e  deixar de acreditar na mentira que ele havia criado para ela e para ele mesmo.

breaking-bad-finale-walter-bryan-cranston

Com essas e outras pontas fechadas, chega o clímax do episódio. E que  clímax: a tensão quando tiram a chave do carro de Walter e todo plano final da vingança de Heisenberg parece estar indo para o vinagre, o reencontro com Pinkman após os acontecimentos de “Ozymandias”,   os segundos em que a metralhadora demora para entrar em ação e finalmente quando ela extermina toda gangue de neo-nazistas.

Não pude evitar de soltar um grito de “É isso aí, caralho”pois mais uma vez “o super-poder” do Sr. White estava em ação: sua incrível capacidade de planejamento, e como ja disse o “Intragável” um pouco de sorte também.

Mas funcionou pela última vez, serviu para destruir todos seus últimos inimigos, conseguir garantir menos problemas com a lei para Skyler Eo futuro financeiro de seus filhos, libertar Pinkman e ver o pupilo resistir e não ser manipulado por ele uma última vez. Mas àquela altura, já era tarde demais para redenção.

breaking-bad-finale-02

Pode ser viagem minha, mas acho  que na última troca de olhares, antes de Jesse  entrar no carro e fugir e Walt baleado cambalear até o laboratório de metanfetamina e morrer, que aquele aceno de cabeça entre ambos na verdade eram o atores Bryan Cranston e Aaron Paul se congratulando pelo feito de terem conseguido desempenhar um trabalho que  levou Breaking Bad a ser uma das maiores séries dramáticas de todos os tempos.

Pôster minimalista Francesco Francavilla para o episódio final
Pôster minimalista Francesco Francavilla para o episódio final

Mesmo sem tanta ousadia ou tensão de outros episódios, “Felina” para mim foi um encerramento perfeito, exatamente o que eu esperava para o final da série

Duro agora é enfrentar a abstinência da blue meth.

Anúncios

5 comentários em “Ô da Poltrona: Breaking Bad-“Felina”- O Último Episódio”

    1. Pois é! Grande final! Agora é esperar as novas series de Vince Gilligan e torcer para que elas se aproximem do padrão de qualidade alcançado em BrBa. Porque superar ou igualar é muito difícil .

      1. Verdade cara, Battle Creek e ”Better Call Sal” parecem bastante promissoras, mas superar…também acho difícil, principalmente a do Sal, por ser um Spin-off e levar mais pro lado da comédia.Porém também é quase impossivel ser ruim com um personagem tão foda, huahuahua

    1. Se tiver inspirado, escreve um post com suas impressões tb. Você não é “putinha”da série como eu, quem sabe tenha uma visão diferente.
      E em tempo, outro significado do título do episódio:

Deixe um comentário abalizado

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s