FIFA 16 : As Primeiras Impressões

Hoje é a data oficial do lançamento do jogo de futebol mais popular do mundo.

alex-morgan-ea-hed-2015

E para aproveitar o hype e garantir uns clikizinhos eu despenduro minhas chuteiras de gamer aposentado para passar minhas primeiras impressões.

Antes de começar preciso dizer que apesar de reconhecer que FIFA há muito superou PES/W11, o jogo da Konami que eu jogava até esmerilhar do Playstation 2 vai sempre estar vivo em meu coração #W114EVER! Isso e o tempo em que fiquei sem videogame acabou fazendo eu deixar de jogar várias versões de FIFA e perdendo grande parte das evoluções do jogo.

Joguei para valer mesmo a versão 2015 e apanhei muito até pegar mais ou menos as mecânicas mais complexas do jogo. Para dizer a verdade só agora que ele está saindo de linha que fico um pouco menos com vontade de atirar o controle na parede à cada derrota.

Testei o FIFA 16 através do EA Acess que liberou 10 horas de jogatina dele para os assinantes do serviço e logo de cara resolvi testar algumas times brasileiros que não existiam na versão anterior. Aí já dá uma tristeza, não por conta do game, mas sim pela bagunça que é o futebol brasileiro que não consegue nem negociar com a EA em conjunto e ter uma liga nos moldes da Premier League. Com isso  (pelo menos até agora) não existe nem a opção de disputa de uma liga Hue HUE BR, todos os times estão na famigerada liga dos ” Resto do Mundo” com um catado de times de outros países. E esqueçam os estádios oficiais e jogadores virtuais idênticos aos reais nos times daqui. Também não temos Corinthians ou Flamengo já que ambos assinaram contrato de exclusividade com PES.

fifa16equipesbrasileiras

Única coisa que achei bacana foram os gritos de torcida que estavam bem fiéis aos cantos entoados no estádio, mas até aí os caras que faziam patchs para WE no Playstation 2 já faziam isso muito bem. Todos esses fatores brochantes aliados a tradicional ruindade dos times daqui frente aos europeus (apesar da estatísticas em números não estar assim tão discrepantes) vão acabar fazendo com que a presença dos times brasileiros não passe de uma simples curiosidade. Resumindo: mais um Gol da Alemanha.

Depois parti  para um racha on-line sem treinar nem nada já para sentir a mudança da jogabilidade e até para ver também como se sairia o adversário, se as dificuldades com as mudanças seriam as mesmas. .

E foram.

Em um jogo feio (que obviamente eu perdi por 1 a 0…) ampos apanhamos com mudança de ritmo da partida. O jogo me pareceu mais cadenciado, aquelas bolas esticadas ou lançadas por cima para os avantes velocistas parecem não funcionar mais com tanta frequência. A zaga parece antecipar melhor e a cobertura feita pelos zagueiros controlada pelo I. A. do jogo parecem estar ainda mais precisas.Por ter lido antes que uma das melhoras seriam nos carrinhos, abusei desse recurso que quase nunca usava e realmente ficou melhor. Dependendo do jogador, dá para chegar travando limpo na bola levantar e sair jogando com ela. Com essas mudanças, pelo menos a primeira vista, aconteceu a prometida melhora da defesa e parece que diminuiu aquela “vantagem” entre jogadores como Messi e C. Ronaldo, que em FIFA 15 eram mutantes que vinha do meio campo em alta velocidade, com a bola colada no pé atropelando zagueiros e entrando dentro do gol.

É PARA APLAUDIR DE PÉ IGREJA!

Será?

Será?

(Ok, pode ter sido apenas por conta dos viciados ainda não terem pegado a manha dessas jogadas absurdas, mas estou tentando pensar positivo…)

Nessa versão não cheguei a testar as seleções femininas que são a  maior novidade do jogo, mas no demo lançado há algumas semanas gostei bastante da jogabilidade mais solta e técnica e menos física, parece que acertaram em cheio na diferenças que realmente existem entre o futebol masculino e feminino.

med_FIFA16_XboxOne_PS4_Women_Germany_HR

E é isso! Não vou e entrar nos detalhes de melhorias de gráficos e em novos dribles porque como bom peladeiro virtual da época do W11 e seguidor da grande escolas futebolística do “toque e me voy” acabo não me apegando muito a isso, mas vocês podem ver essas análises no ótimo FIFA News BR.

Agora é esperar virar o cartão para comprar o jogo e torcer para que o controle do meu videogame sobreviva a curva de aprendizado e meus acessos de raiva.

Ah que saudades FIFA 95, você sim me compreendia…

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário abalizado

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

culturainutiloblog.wordpress.com/

Antes do Cultura se tornar um site, estávamos neste blog. Nos encontre em www.siteculturainutil.com.br!

Who Cares Podcast

o podcast que te acompanha por todos os episódios de Doctor Who

novomdm.wordpress.com/

Podcast, HQ, Cinema, Games e Peitinhos

Ciclos, Letras e Quintais...

Por Ana Célia Cruz e Flávio Urra

Sphera Geek

Beta 2.0

Cult para não cults

Desaculturando

postelaria

Textos fresquinhos, mas sem frescura. Rio de Janeiro, Brasil.

Sobre Comédia . com

Um site sobre a comédia

blogdamoato

coletivo de blogueiros

Estroina

Questões filosóficas desnecessárias

GetGlue Brasil

A primeira fonte sobre o GetGlue do Brasil!

howl for love.

post-punk soul from chicago

DANIEL HDR

D r a w i n g b o a r d C h r o n i c l e s

%d blogueiros gostam disto: