Diretor de Drive Desligando os Motores

Drive foi um dos filmes mais legais que assisti nesses últimos anos até me motivou estas mal-tratadas linhas  que escrevi sobre ele no finado Leite Azedo.

O filme foi baseado no livro do mesmo nome do escritor de James Sallis que acaba de escrever uma seqüência dele entitulado Driven (pois é, o cara não é lá muito original em criar títulos) e o pessoal do The Playlist foi correndo perguntar ao diretor do primeiro filme Nicolas Winding Refn se ele tinha o interesse em adaptar essa continuação para o cinema. Em resposta ele tascou:

Continuar lendo

Vende-se Picolé para Esquimó. Enquanto a burocracia deixar.

Na ocasião do lançamento da iTunes Store brasileira o escritor, desenhista e gente-fina Arnaldo Branco (@arnaldobranco) publicou um tweet dizendo não entender o porquê de tanto barulho, já que a loja virtual estaria “vendendo areia no deserto”.

Não deixa de ser um ponto de vista válido, afinal por que alguém pagaria por algo que pode baixar de graça na internet?  Além que a demora por conta da burocracia que impediu durante muito tempo a entrada da loja no país.

Continuar lendo