Um Conto de UATÁFOKIN: Trinta- Parte II

Conforme o prometido segue a segunda parte dessa minha  incursão literária (risos-mil) motivada por um projeto* de um  livro de contos colaborativo que subiu no telhado.

avere-trentanni-470x260

Se perdeu a primeira parte, clique aqui


Atônito segui ouvindo o engravatado grisalho que continuou me dizendo que que devido ao caos subsequente às noitadas era difícil para a ACDS localizar as mulheres que dormiram com o Capitão e seus possíveis descendentes. Por isso eles mantinham há quarenta anos uma divisão trabalhando nessas buscas, sempre usando o mesmo modus operandi: após pesquisar e identificar o potencial alvo, o encurralar e disparar uma arma desenvolvida para ativar o gene superpoderoso no indivíduo, ou como descobri depois, incinerá-lo até a morte. Isso vitimou muitos dos meus meios-irmãos identificados.

Continuar lendo Um Conto de UATÁFOKIN: Trinta- Parte II

Anúncios

Um Conto de UATÁFOKIN: Trinta- Parte I

Seguindo a mudança editorial (risos) anunciada no post anterior, vou publicar esse conto aqui que escrevi para um projeto do que seria um livro de contos coletivos que acabou não indo para frente*.

Divirta-se. Ou não…


Aconteceu há dois anos quando eu havia acabado de fazer aniversário. Retornava para casa após mais um dia na minha rotina de trabalho como gerente-trainee-adjunto de novos projetos, cargo que no período que exerci nunca entendi qual era a real função prática, além da realização de uma série de reuniões que não levavam a nada.

you_exist_but_do_you_live__by_jeffreyverity
you_exist_but_do_you_live__by_jeffreyverity

Reparei pela janela durante o percurso no tubos-coletivo que algumas aero-patrulhas da Agência de Controle de Danos em Super-Eventos (ACDS) planavam calmamente ao redor. Isto era pouco usual já que elas costumavam estar sempre cruzando o céu à toda velocidade em direção algum quebra-pau entre seres superpoderosos.

Continuar lendo Um Conto de UATÁFOKIN: Trinta- Parte I

Leitura de Trem: Visão

BEM AMIGOS DO UATAFÓKIN, VOLTAMOS AGORA EM DEFINITIV..ERROOOO0O0O0rrrr…

Não, não voltamos.

Pelo menos não no ritmo e no jeito que era antes, mas vez ou outras virei aqui para desaguar alguns textos que escrevi para  projetos que não foram para frente ou para compartilhar minhas impressões sobre HQ, cinema, tevê

the_vision_1_cove

Claro que para superar minha preguiça em atualizar essa bodega só algo tão ruim a ponto de me ultrajar ou algo tão bom que eu queira compartilhar com os 5 leitores que insistem em visitar o blog. E é nessa última categoria que se enquadra a revista mensal do Visão escrita por Tom King e com arte de Gabriel Hernandez Walta.

Continuar lendo Leitura de Trem: Visão

%d blogueiros gostam disto: