Leitura de Trem: Juíz Dredd Megazine

No mês passados chupetamos do Bleeding Cool  falamos sobre o lançamento aqui no Brasil de uma revista mensal com  histórias do maior ícone inglês dos quadrinhos.

Judge-Dredd-best-graphic-novels

Mas Juiz Dredd Megazine vai muito além do personagem título da revista, trazendo outros títulos de uma das revistas em quadrinhos mais importantes do mundo.

A revista no caso é a inglesa 2000 AD, uma das responsáveis por revelar a maioria dos talentos dos quadrinhos vindos da terra da rainha. Ela é publicada lá desde 1977 no formato de antologia trazendo histórias, em sua maioria, de ficção científica pelas mãos de diferentes equipes criativas. Juiz Dredd é o personagem que atingiu maior popularidade, e daí a boa sacada da Mythos Editora colocar o nome dele na revista como chamariz para aproveitar e publicar outros títulos da 2000 AD.

dredd_brazil_mhytos

Claro que Dredd é o protagonista do título com duas histórias: uma clássica retirada do vasto arquivo do personagem abrindo a edição e outra mais contemporânea a fechando.A primeira soa um pouco datada mas vale por ser a única história colorida do personagem pelo desenhista Brian Bolland. Já a segunda nos apresenta um intrincado roteiro com uma série de tramas paralelas que deve se desenvolver nos próximos números.

Nikolai_dante
Nikolai Dante

Além de Dredd temos a sci-fi com um quê de “Distrito 9” chamada Área Cinzenta, Nikolai Dante um bon-vivant e trambiqueiro que tem que se virar em um futuro onde czar russo governa o mundo com mão de ferro, Sláine o guerreiro celta que viria a se tornar o primeiro  rei da Irlanda e uma divertida  história one-shot sobre policiais temporais pelas mão da dupla de Watchmen Alan Moore e Dave Gibbons.

grey_area

A se destacar também os textos explicativos no meio da revista contextualizando personagens e artistas, estas páginas são fundamentais para situar quem teve pouco ou nenhum contato com o material original.

Tirando Sláine que não é muito minha praia, todas as histórias são bacanas o preço (R$ 10,90) justo, portanto mais que  recomendo a aquisição de Juiz Dreed Megazine. Vou até um pouco além: se você se diz fã de quadrinhos a compra é obrigatória nem que seja apenas pelo fator histórico da publicação do material  por aqui.

Sláine
Sláine

Nota 7 passagens só de ida para um futuro distópico

De 10 passagens só de ida para um futuro distópico disponíveis.

4 comentários em “Leitura de Trem: Juíz Dredd Megazine”

  1. Na verdade, o título já é assim na revista original britânica. Até onde eu sei, ela no início só tinha histórias do Juizão, antigas e novas; depois, passou a reprisar algumas séries antigonas da 2000. Esta edição brasileira é uma mescla, publicando também material novo da AD.

    (Claro, posso estar errado; por favor, me corrijam se eu estiver!)

Deixe um comentário abalizado

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s